A cada dia que passa, novos modelos de negócios surgem no mercado, com o intuito de oferecer soluções inovadoras e que facilitem a vida das pessoas, principalmente por meio da tecnologia e da mobilidade. É neste cenário que entra o conceito de insurtech. E um dos mercados que está sentindo o impacto direto disso é o setor dos seguros, que começa a ver seus processos sendo otimizados através da tecnologia.

O que são insurtechs?

Você provavelmente já ouviu falar ou até já usou serviços como Uber, AirBnb e Netflix, não é? Essas plataformas fazem parte do conceito conhecido como insurtech.
O termo é a junção de duas palavras em inglês, ‘insurance’ e ‘tech’ de ‘technology’ (seguro e tecnologia, traduzindo para o português). Na prática, engloba soluções que oferecem uma forma mais simples, rápida e barata de contratar um determinado serviço, através do uso de uma plataforma. Ela funciona como um meio de campo que conecta pessoas interessadas em consumi-lo.
O Uber, por exemplo, veio como alternativas aos táxis de transporte sob demanda, enquanto o AirBnb surgiu como uma opção de hospedagem mais econômica. A Netflix, por sua vez, oferece uma nova forma de consumir entretenimento.

Como as insurtechs impactam o setor de seguros

No mercado de seguros, a ideia é a mesma: tornar os processos de contratação mais simples e descomplicados, além de mais acessíveis. O que leva as seguradoras a ganharem eficiência no atendimento e mobilidade, já que tudo é 100% digital.
Com as insurtechs, você pode cotar, contratar e até renovar um seguro pela internet, sem toda a burocracia dos processos tradicionais. E ainda conta com um serviço personalizado, de acordo com o seu perfil e as suas necessidades. Isso moderniza o mercado de seguros e abre portas para o uso da tecnologia de uma forma mais inteligente, mais integrada e mais rápida na hora de fazer a gestão de contratos, tanto de pessoas físicas, como de pessoas jurídicas.
A tecnologia também impacta de forma positiva na gestão de riscos, reduzindo as chances de sinistros e ajustes no valor das apólices, moldando o processo de acordo com o orçamento e as necessidades de quem contrata.

Quais são os benefícios?

Com a oferta de um processo mais simples e menos burocrático, a procura se torna maior. Consequentemente, as seguradoras geram mais receita e movimentam a economia do País.

• Para os consumidores: Ao contratar um seguro pela internet, o processo é mais rápido, mais simples e mais em conta.
• Para as empresas: Mais tempo e mais economia com apólices personalizadas, de acordo com suas necessidades, desde a negociação até o fechamento do contrato.
• Para as seguradoras: Contam com soluções mais assertivas para cada perfil de consumidor/empresa, além de reduzir custos com pessoal e estrutura física.

Além disso, consumidores e empresas ganham maiores poderes de negociações para escolher a melhor cobertura. E a seguradora tem uma nova interface para interagir com seus clientes.
Isso prova que a tecnologia veio para ficar e para mudar a forma como pessoas e empresas consomem serviços. Enquanto isso, as seguradoras tem nas mãos, uma oportunidade de adaptar processos e tirar melhor proveito das mudanças.