Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar a experiência de navegação.

Consulte nossa nova política de privacidade

Fala galera! Vamos falar sobre Marketing de Conteúdo?

Quinta-feira passada, Marcelo PachecoEduardo Willian, fundadores da Agência Zíriga, participaram da FIC 2016 (Fórum de Interatividade e Comunicação). O tema do evento foi “The Content Revolution”, e esse post é um resumo das anotações, entendimentos, críticas e aprendizado dos nossos gestores, obtidos durante as palestras das quais eles participaram.

Vamos lá, vamos ver o que temos de dicas e novidades para vocês, pelos olhos da nossa dupla…

Abertura do evento

O evento começou com um grande questionamento do orador: “Como o marketing de conteúdo esta guiando os negócios atualmente?”

Depois de uma apresentação e e do questionamento, começamos o dia com o grande Mark Schaefer – um monstro internacional da produção de conteúdo – que veio nos mostrar muitas das ações que estão acontecendo fora do Brasil, mas que logo mais chegarão até nós! E um dos dados apresentados é que em 5 anos teremos 500% de aumento na produção de conteúdos da internet. Ou seja, como se diferenciar dentro desta imensidão de conteúdos?

Hoje em dia o usuários gastam certa de 10 horas do seu dia consumindo conteúdos, e vale lembrar que conteúdos não são apenas textos, combinado? Estamos falando de textos, podcasts, whitepapers, e-books, e-mails, videos, etc. E o mais impressionante, 80% dos conteúdos criados por pessoas, empresas e marcas não são vistos / consumidos!

Qual a chave para o sucesso? Fazer com que este conteúdo seja visto / consumido. Mas não é tão simples quanto parece.

Para isso é preciso criar conteúdos de relevância, que façam as pessoas se engajarem com ele e, principalmente, compartilhar ele. Pois quando um pessoa consome um conteúdo e compartilha ele, ela acredita nele e acredita em quem o produziu.

E outro número importante que Mark trouxe é algo que já conhecemos aqui na Zíriga. 70% das decisões de compra na internet são tomadas depois do usuários ter analisado opiniões, conteúdos e compartilhamentos de outras pessoas. Ou seja, quanto mais você fizer seu conteúdo ser viralizado, mais leads você vai gerar na internet.

E Mark trouxe um case muito interessante para pautar suas ideias e palestra, que foi o case da Mirabeau Wine. Cujo dono e criador é o Sr. Stephen que deixou de ser executivo para abrir sua própria vinícola e chegou ao sucesso trabalhando conteúdo e vídeos na internet.

E um dos videos que auxiliou Stephen foi “Como abrir um vinho sem saca rolhas”:

O mais interessante é que já existiam videos sobre a técnica ma internet, mas o do Stephen teve milhões de visualizações. Por quê? Porque ele já vinha trabalhando e aquecendo seu público com conteúdos em seu Blog.

Mark e Stephen fizeram um trabalho onde criaram confiança no seu público, e esse público acredita na marca de vinhos mesmo que ela faça alguma “besteira”. São seguidores fiéis, que se trabalhados (como estão sendo trabalhados) só ajudarão a marca a crescer.

Livro The Content Code - Mark SchaeferE para finalizar, Mark enfatizou que umas das chaves para que isso aconteça é: “Ser mais humano”. Tornar seu conteúdos mais humano e descontraído para que as pessoas engajem com ele.

Essas dicas e mais técnicas, podemos encontrar no livro de Mark: The Content Code.

Nos alongamos um pouco pois segundo Marcelo e Eduardo essa foi uma das (senão a melhor) palestra do dia lá no FIC 2016.

Continuando no evento

Depois da abertura nossos heróis seguiram para a palestra de Felipe Chuquer da Outbrain. Uma ótima ferramenta para distribuição de conteúdos na internet.

A ferramenta não é tão “barata”, mas muito inteligente e operada por CPC. Mas como gostamos de dizer aqui na Zíriga, não existe barato ou caro se você utiliza métricas e tem um planejamento e objetivo muito bem definido. Portanto, caso queiram utilizar a Oubrain em sua estratégia, mas não sabem como, falem com a Zíriga 😀

Marcelo Pimenta, o @menta90

Profissional da ESPM, Marcelo trouxe ótimas dicas se como as empresas terão de se adaptar a era do conteúdo e suas novidades. Pois uma pesquisa nos EUA mostrou que 48% dos CMO’s foram demitidos nos últimos 12 meses por não possuírem as habilidades e conhecimentos necessários para manter suas empresas no topo da onda do Marketing de Conteúdo.

E uma coisa que chamou muito a atenção da nossa dupla, é que cada vez mais a Inteligência Artificial e Robótica vem auxiliando as empresas na produção de conteúdos e atendimento ao público. Como por exemplo: Chatbots, Whatsapp, IMB Watson, Amazon Echo, entre outros.

Ou seja, as empresas tem de se manter atualizadas com tais tecnologias e automações que estão surgindo. Como por exemplo o caso da Target, empresa americana, que utilizando machine learnings conseguiu “prever” a gravidez de uma adolescente nos EUA, um novo conceito do marketing digital chamado: Predict Marketing.

Uma palestra rápida, com um profissional muito experiente, mas que abriu os olhos (de quem estava presente) para o futuro do marketing digital e de conteúdo em Agências Digitais.

Papai é Pop e Mamãe é Rock, hora da reflexão…

Depois de palestras ótimas, com muito conteúdo, visões, futuro, etc. A palestra de Piangers e Ana Carolina foi aquele momento de descanso e retomada de energias para o que ainda estava por vir…

Escritores dos livros O Papai é POP e A Mamãe é Rock, o casal do sul do país veio contar como foi o processo de escrita dos livros, sua filosofia de vida e a vivência entre eles e suas filhas que já é um sucesso no Brasil.

Foi uma ótima reflexão sobre o como nos limitamos e criamos barreiras em nossas vidas e isso pode acabar atrapalhando nosso processo criativo e de elaboração de conteúdo. Fazendo paralelos com a vida das crianças, que antes de ter contatos com propagandas, anúncios, televisão aberta, não possuem barreiras e depois deste contato começam a criar tais limitações, Marco Piangers mostrou o quanto podemos ser criativos e extraodinários se voltarmos a ter a mente aberta como quando éramos crianças.

E assim, ele conseguiu fazer nosssa dupla refletir um pouco mais e abrir a mente para o que estaria por vir… rs

O Painel de Agências

Continuando o dia, no painel de agências, participaram três profissionais incríveis de grandes agências digitais do mercado.

Eles abriram o bate-papo com uma informação que já vimos acima, mas vale a pena lembrar: 48% dos CMO’s foram demitidos nos últimos 12 meses! Ou seja, as agências e seus profissionais precisam se manter atualizadas e se reinventar a cada dia, hora e minuto.

O que nossos gestores puderam resumir do painel, foi:

  • Agências precisam ter equipes qualificadas;
  • A criatividade é inegociável;
  • Mente aberta para se adaptar a mudanças;
  • Todos na agência tem de ser “antenados”, com conhecimentos múltiplos;
  • Idéias (em uma agência digital) não possuem donos, elas tem de ser de todos e todos tem de interagir para melhorá-las;

E o que mais marcou para nossa dupla foi a seguinte fala: “Hoje em dia a marca não é mais do cliente, e sim, dos consumidores”. Ou seja, crie conteúdos e estratégias que atendam seu público e façam com que eles compartilhem e se engajem com a sua marca!

Estamos chegando no fim… A VICE!

Quem trabalha com conteúdo e no meio digital já deve conhecer a VICE (www.vice.com), uma das maiores media companies do mundo, que trouxe ao evento aquele toque “hollywoodiano”. Com a apresentação de Daniel Conti, foram apresentados cases e processos utilizados pela empresa norte americana no Brasil.

Daniel ressaltou novamente o crescimento da utilização dos AdBlockers por usuários no mundo inteiro, o que mostra que temos que trabalhar cada vez mais o conteúdo e não mais a mídia que estamos acostumados a utilizar e ver por ai.

O que pauta o trabalho da VICE hoje em dia, que cria campanhas e formas de levar o anúncio aos usuários e leitores sem interrupções ou de forma explícita e escancarada. Como o case apresentado da Peugeot:

Uma série comerciais que focam o tema do carro “In concert” e vemos uma história com o carro não mais protagonista, como estamos acostumados, e sim como coadjuvante. Resultado: Sucesso de vendas.

Além dos cases Daniel apresentou um novo projeto da VICE chamado: Viceland. A TV da VICE que pretende não mais utilizar interrupções brutais no seu conteúdo para fazer propagandas. Simplesmente, sensacional!

Mark Masters, o gran finale! 

Depois da “injeção de entusiasmo” dada por Daniel, parecia que o evento estava encerrado e muito bem elaborado… Mas não, nossos heróis não sabiam o que ainda estaria por vir… Mark Masters!!!

Livro - The Content Revolution - Mark MastersEscritor do livro The Content Revolution (que deu o nome ao evento), Mark começou sua apresentação fazendo uma grande viagem ao passado para mostrar que aquilo que procuramos hoje, já é hábito antigo dos homens. Conteúdo de relevância!

Mostrou também (utilizando analogias dos reinos e castelos) que empresas tem medo de explorar o desconhecido e isso pode ser muito bom, que temos que nos arriscar. E quando ele fala isso, relacionado ao conteúdo, esta falando de sair da “mesmice” e se aventurar em tecnologias como Podcasts, E-books, Vídeos, Blogs, entre outros.

Todas as empresas e marcas querem fazer negócios, e o conteúdo só vem para auxiliar isso… Então o quê é preciso fazer? Entender a mudança de comportamento das pessoas, usuários e clientes para entregar aquilo que elas buscam hoje em dia: Conteúdo.

Entregando conteúdos de relevância você irá criar um público que acredita em você, na sua marca, e irá espalhar isso por todos cantos. Estamos falando de leads e multiplicadores fiéis.

Crie autoridade e confiança naquilo que você fala em seu site, blog, vídeos, etc. E seja mais humano quando produzi-los. Cative seu público e ganhe uma audiência orgânica, que vai aumentar naturalmente… Pois hoje em dia não adianta buscar apenas um enorme volume de acessos e a visitas (como fazíamos antigamente), e sim, uma audiência fiel!

Para isso é preciso sair um pouco fora da caixa e pensar em novas estratégias e práticas, como por exemplo a Nikon, que “deu” câmeras para alguns clientes e em troca pediu que eles compartilhassem suas experiências.  Ou por exemplo uma empresa de tintas que decidiu criar um blog que fala de cores e não tintas. Ações como essa tornam seu contato com o cliente mais humano e faz com que eles confiem e acreditem na sua marca ou empresa, e é isso que as pessoas buscam.

Mark mostrou muitos outros cases de fora e até mesmo do Brasil que permeiam seus estudos e indicações sobre como trabalhar o conteúdo de hoje em diante. E que na verdade é uma volta ao passado, a essência dos humanos, uma grande viagem.

Conclusão

Bom pessoal, o que pode ser concluído pelo Marcelo e Edu é que a forma de criar conteúdo esta mudando. Já temos acompanhado esse processo e mudando muitas estratégias para os clientes da Zíriga, mas é preciso mais!

O evento foi muito bem elaborado, principalmente por todas as palestras “conversarem entre si”. Tudo que foi dito desde a abertura do evento, até o seu final, tinha uma ligação.

Parabenizamos a ABRADI pela organização e qualidade do evento e seus palestrantes, e indicamos a todos os profissionais e envolvidos da área que participem também.  Pois podem ter certeza que a Zíriga estará presente em 2017.

E para você que possui uma marca ou empresa e ainda não trabalha marketing de conteúdo ou marketing digital por “não ter braços” para isso, fale com a Agência Zíriga! Vamos tomar um café e discutir ideias para sua empresa ou negócio 😉

Nossos contatos: (11) 2614-2058 ou contato@ziriga.com.br

contato

Tem alguma dúvida? Deseja alavancar seus objetivos? Nosso time está disponível para ajudar você. Vem bater um papo com a gente :)

Fale com alguém da nossa equipe:

    Quais dos nossos Produtos te interessam?

    Fale com alguém da nossa equipe:

      Quais dos nossos Produtos te interessam?